O número de motoristas optantes pelo Gás Natural Veicular (GNV) tem aumentado ano após ano, porém, muitos ainda tem dúvidas sobre os benefícios dessa modalidade e acabam não aderindo.

Será que GNV é para você?

Confira alguns mitos e verdades sobre o uso do GNV e quem sabe opte por aderir:

O GNV faz menos mal para a saúde do que outros combustíveis – Verdade!

Os combustíveis derivados do petróleo e da cana-de-açúcar emitem gases nocivos ao meio ambiente e ao ser humano. O gás natural não foge a essa regra. No entanto, a emissão de CO2 do GNV é 20% menor do que o da gasolina e do óleo diesel. A combustão do Gás Natural não produz óxido de enxofre e nem particulados.

Com GNV economizo sempre. Mito!

A economia sempre dependerá de vários fatores. É certo que o metro cúbico (m³) do gás é mais barato do que o litro dos demais combustíveis. Mas o motorista deve considerar outros gastos, como a instalação do kit. Colocar um kit tem um custo médio de R$ 2.800 (para os kits de 2ª e 3ª geração – em veículos fabricados até 2007) e cerca de R$ 5 mil para os kits de 5ª geração, com injeção eletrônica de gás natural (veículos fabricados depois de 2007).

O ideal é saber quanto você roda por mês e quanto tempo pretende ficar com o veículo atual, para assim chegar num número e saber a economia real. Dilua o valor da compra do kit nos meses subsequentes e perceba que demorará algum tempo para começar a ter economia.

É preciso manter o tanque com um pouco de combustível líquido – Verdade!

Para garantir o funcionamento perfeito do carro e evitar danos ao sistema de injeção eletrônica de combustível líquido do veículo, é preciso manter um pouco de gasolina ou etanol no tanque. O reservatório de partida a frio também deve ser mantido com gasolina.

O diretor de combustíveis da AEA afirma que “os sistemas mais modernos de injeção de gás, que já saem instalados de fábrica, têm uma pequena injeção de combustível líquido contínua. Isso para manter o sistema de alimentação lubrificado e a limpeza de válvulas em dia. O especialista acrescenta “o combustível batendo em cima da válvula provoca limpeza. Para que isso seja feito com mais eficiência, o ideal é utilizar a gasolina aditivada. Sem o combustível líquido, o desgaste na sede de válvula é mais intenso”.

O carro com GNV pode explodir em um acidente – Mito!

Com a instalação do kit GNV feita de acordo com as normas, não há risco de explosão.

Quem garante é o diretor de combustíveis da Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA), Rogério Gonçalves. É preciso, no entanto, manter a manutenção em dia tanto no veículo quanto nos postos de combustíveis que oferecem o GNV.

Para sua segurança, observe se o cilindro a ser instalado é de aço e não tem soldas. Realize o “reteste” do cilindro a cada cinco anos. Ao notar qualquer defeito ou vazamento, leve o veículo à instaladora homologada.

De acordo com engenheiro Luís Henrique Verginelli, os acidentes que envolvem carros a gás estão ligados a modificações realizadas sem conformidade com a lei ou a norma vigente. “O combustível (GNV) e o sistema são seguros”, garante. “Se houver um vazamento, o gás se dissipa no ar e não coloca em risco os ocupantes dos automóveis”.

O motor perde um pouco da sua potência – Verdade!

Os especialistas explicam que um conjunto de fatores faz com que o motor do carro perca potência com a instalação do Kit Gás. O principal deles é que os motores convencionais não foram projetados para aproveitar a combustão do GNV. Ou seja, eles não são otimizados para esse combustível.

É mais difícil adulterar o GNV do que os combustíveis líquidos – Verdade!

As análises de qualidade do gás natural são efetuadas antes da sua distribuição. Na Resolução nº 16, de 17/6/2008 da ANP, está previsto o envio de dados de análise da qualidade do gás natural realizadas tanto pelo carregador como pelo transportador. Luís Henrique acrescenta: “para adulterar o GNV, o posto teria que instalar um novo compressor para adicionar ar ao gás. É inviável”.

É preciso registrar, no Departamento de Trânsito (Detran) de seu estado, a instalação do Kit GNV – Verdade!

Para que o seu veículo movido a gás esteja em conformidade com as leis estaduais, a instalação do Kit deve ser realizada em uma empresa credenciadas pelo Inmetro. Depois do carro ser convertido, precisa ser levado para um Organismo de Inspeção Acreditado (OIA), também validado pelo órgão. A Mauatrans Inspeção Veicular realiza este serviço. Entre em contato e saiba mais: (11) 3410-6471 ou (11) 3410-6549

Resultado de imagem para gnv
fonte. autopapo